Cruzeiro do Sul - Acre, terça-feira, 18 de setembro de 2018

Publicado em 3 de março de 2015

Jovem de 18 anos é morto a facadas em Guajará por causa de mensagem de What Zap

Isaac Silva de AlmeidaA pequena cidade de Guajará –AM, distante a 18 quilômetros da cidade de Cruzeiro do Sul-AC, foi abalada, na noite do último sábado (27), pelo assassinato de um jovem de 18 anos de idade. Isaac Silva de Almeida, chamado de Jack pelos amigos, foi morto a facadas desferidas por outro garoto de apenas 16 anos. De acordo com a família da vítima, uma mensagem de Jack no What Zap teria gerado o desentendimento com seu assassino.

Isaac foi atacado quando estava na praça com a namorada. Segundo Rosangela Silva de Almeida, irmã da vítima, o garoto desferiu o primeiro golpe nas costas e quando o jovem caiu, o menor chutou no rosto e desferiu a segunda facada no lado esquerdo do peito. O rapaz morreu antes da chegada de uma equipe de socorro.

Isaac Silva de Almeida 2“Ele chutou o rosto e disse que queria ver meu Irmão morrendo olhando para a cara de um homem. Mas isso não é um homem e sim um animal” – desabafou a jovem em tom de desespero.

 Os dois se conheciam e faziam parte de um grupo na rede social. Há meses, Jack teria postado uma mensagem chamando o menor de “Zé Buceta”. Os familiares acreditam que esse foi o motivo para o início do atrito entre os dois rapazes.

“Meu irmão fez isso como brincadeira, mas como os outros componentes do grupo ficaram zoando, ele ficou com raiva do meu Irmão e passou a persegui-lo. Inclusive esse mesmo rapaz já tinha tentava esfaquear meu irmão La no ginásio” – relatou a moça.

acusado de assassinar Isaac Silva de AlmeidaO menor foi apreendido pouco tempo após cometer o crime. Para o delegado, Paulo Gadelha, que apura o homicídio, ele alegou que matou porque teria recebido uma informação de que Jack estaria armado com o objetivo de tentar contra sua vida.

Tribuna do Juruá

Compartilhe

    

    Site desenvolvido por Agência Live Design

    Fones: (68) 3322-7302 / 9998-9802
    Responsável: Cleonildo R. do Nascimento

    REDES SOCIAIS