Cruzeiro do Sul - Acre, quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Publicado em 25 de fevereiro de 2015

Empresário é preso com duas menores de 12 e 14 anos em motel

Um empresário foi preso em flagrante, no dia 19 de fevereiro, no motel Le Frut, em Rio Branco, suspeito de pedofilia. Ele estava com duas meninas, uma de 12 anos, e a segunda de 14. O acusado foi identificado como Gilmar Pereira da Costa, de 46 anos. Ele é irmão de João Pereira, que presidiu o Partido Progressista (PP) e foi assessor, na época, do então vice-governador do Acre, César Messias (PSB).

Segundo informações do Boletim de Ocorrência, que ac24horas teve acesso, o empresário foi abordado e preso, quando saia do motel. Dentro do veículo, além do acusado e as duas menores, os policiais encontraram duas garrafas de vinho, uma caixa de energético e um isopor com gelo. O caso foi denunciado por uma testemunha que ouviu os gritos que vinham do quarto usado pelos envolvidos.

Consta ainda, no BO, que a menor de 14 anos, questionada pelos policiais que fizeram a abordagem, confessou que fez sexo com o empresário. Ele informou ainda que a menina de 12 anos, não cedeu “às vontades do autor”. De acordo com declarações de uma das vítimas, Gilmar Pereira, teria abordado elas no bairro Placas. Elas declaram entraram no veículo sem fazer nenhuma resistência.

Uma fonte de ac24horas revelou que pessoas com influência no cenário político do Acre, tentaram abafar o caso, por isso, resolveu vazar as informações sobre o caso de pedofilia que envolve o empresário do ramo de lava jato, “que contava com o apadrinhamentos de pessoas poderosos para tentar esconder seus atos de perversão sexual com meninas seduzidas na periferia”.

Fonte: Ray Melo-ac24horas

Compartilhe

    

    Site desenvolvido por Agência Live Design

    Fones: (68) 3322-7302 / 9998-9802
    Responsável: Cleonildo R. do Nascimento

    REDES SOCIAIS