Cruzeiro do Sul - Acre, quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Publicado em 16 de fevereiro de 2013

UPA funciona sem médicos suficientes e sem dipirona

Falta de médicos suficientes, falta de dipirona, infiltrações em diversas áreas e falta de espaço para o repouso dos profissionais de plantão são as principais irregularidades encontradas da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Tucumã durante a visita surpresa realizada na manhã desta sexta-feira (15) pelos representantes do Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC).

Na unidade hospitalar, os sindicalistas ainda encontraram médicos que chegam a atender até 100 pacientes por dia, por pressão dos administradores, prejudicando todo o atendimento e ferindo a autonomia médica.

“A maior quantidade de atendimentos não está resultando em um atendimento com qualidade. A falta de tempo para atender com qualidade pode resultar em erro médico, por isso reivindicamos concurso público efetivo para garantir um bom serviço a toda à população”, afirmou o presidente do Sindmed, José Ribamar Costa.

Os sindicalistas ainda constataram que a falta de profissionais está ocasionando a demora no atendimento, prolongando o sofrimento da população que espera a oportunidade de ter o seu problema diagnosticado.

Além da sobrecarga de trabalho, os plantonistas precisam buscar alternativas para tentar amenizar o sofrimento das pessoas sem analgésico, pois a UPA estava funcionando sem dipirona injetável e oral.

Todas as irregularidades foram anotadas e deverão integrar a série de relatórios que o Sindmed estará enviando para o Ministério Público Estado (MPE) e para o Conselho Regional de Medicina (CRM) com o objetivo de garantir melhorias para a população e para os servidores que prestam serviço nas unidades de saúde.

Compartilhe

    Deixe seu comentário

    Mensagem

    

    Site desenvolvido por Agência Live Design

    Fones: (68) 3322-7302 / 9998-9802
    Responsável: Cleonildo R. do Nascimento

    REDES SOCIAIS