Cruzeiro do Sul - Acre, quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

Publicado em 7 de novembro de 2018

CRM-AC faz vistorias em hospital de urgência e maternidade de Rio Branco

Após denúncias, o Conselho Regional de Medicina do Acre (CRM-AC) realizou, na segunda-feira (5), vistorias no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb) e na Maternidade Bárbara Heliodora. Foram verificadas questões relacionadas à falta de profissionais e também problemas estruturais nas duas unidades.

 Na última quinta-feira (1º), circulou em sites locais de notícias que o Huerb estava com portões fechados devido à mudança no fluxo de pacientes. Na vistoria, o CRM-AC identificou essa modificação no fluxo e, por isso, o serviço de triagem e ambulatório estão fechados. Foi criado um formulário em que, dependendo do tipo de atendimento, o paciente é encaminhado a outras unidades de saúde. 

A presidente do CRM-AC, Leuda Dávalos, afirma que a necessidade de mais profissionais é um problema antigo que já vem sendo cobrado ao poder público. “O déficit de horas médicas foi comprovado e confirmado pela direção da unidade. O quadro piorou bastante em relação às últimas vistorias e a situação é mais crítica no trauma e cirurgia”, ressalta.

Uma reunião com o Ministério Público para tratar sobre o assunto ocorreu nesta terça-feira (6).

Maternidade

Na Maternidade Bárbara Heliodora, a denúncia recebida foi de que houve uma diminuição nos serviços prestados. Por isso, o CRM-AC verificou as escalas de trabalho e também foi comprovada a carência de médicos, explica o conselheiro Marcus Yomura.

“Verificamos que não houve decréscimo no serviço, mas notamos um problema que já se arrasta há tempos, que é a falta de profissionais. A maternidade, assim como outras unidades, trabalha com material humano insuficiente. Além disso, muitas vezes, falta espaço físico e a descentralização do serviço seria um caminho para dar maior resolutividade e desafogar o atendimento”, ressalta.

Para a gerente-geral da maternidade, Maria Serlene Vasconcelos, a visita do CRM-AC é importante para mostrar que a escala está sendo cumprida corretamente, mesmo diante das dificuldades.

“As dificuldades, às vezes, não dependem da gente, porque algumas vezes não tem o profissional para ser contratado. Sempre tratamos a gestão de forma transparente e aberta para esclarecer que estamos trabalhando”, diz.

Encaminhamentos

Após as duas vistorias, o CRM-AC está elaborando relatórios que vão ser encaminhados à gerência das unidades, à Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) e ainda ao Ministério Público do Acre (MP-AC)

Assessoria

Compartilhe

    

    Site desenvolvido por Agência Live Design

    Fones: (68) 3322-7302 / 9998-9802
    Responsável: Cleonildo R. do Nascimento

    REDES SOCIAIS