Cruzeiro do Sul - Acre, quarta-feira, 19 de setembro de 2018

Publicado em 27 de maio de 2014

Os proletários do Náuas

Náuas - 2014. Em pé, da esquerda para a direita: Ederson, Maninho, Adriano, Vianez, Cássio e Som. Agachados: Castro, Fabinho, Doutor, Thaumaturgo e Pelim. Foto/Francisco Dandão.

Náuas – 2014. Em pé, da esquerda para a direita: Ederson, Maninho, Adriano, Vianez, Cássio e Som. Agachados: Castro, Fabinho, Doutor, Thaumaturgo e Pelim. Foto/Francisco Dandão.

Rebaixado em 2013, depois de uma campanha abaixo de qualquer expectativa, o Náuas começou o ano fora da primeira divisão do campeonato acreano de futebol. O presidente/treinador Zacarias Lopes trabalhava com a perspectiva de disputar a segunda divisão. Eis que, com a desistência do Juventus, o time cruzeirense foi alçado outra vez à elite.

O súbito retorno, porém, pegou o Náuas sem qualquer planejamento ou recursos financeiros para a disputa da competição. O jeito foi improvisar, utilizando apenas atletas da cidade de Cruzeiro do Sul e adjacências. Para completar, com a Arena do Juruá interditada para jogos oficiais, o time teve que mandar todo o primeiro turno em Rio Branco.

A despeito de todas as dificuldades, entretanto, o Náuas acabou fazendo uma campanha bem melhor do que no ano anterior, ganhando três e empatando outras 3 das 13 partidas disputadas (ainda vai jogar com o Plácido de Castro – dia 29 de maio). Com os 12 pontos ganhos, a equipe ficou longe do G4, mas também não correu o risco de rebaixamento.

Mas o mais curioso da história do representante do Vale do Juruá é que nenhum dos seus atletas vive exclusivamente de futebol. Pode-se mesmo dizer que é um verdadeiro elenco de proletários (pessoa que vive exclusivamente da sua força de trabalho). Confira na lista abaixo as ocupações dos principais jogadores do Náuas na campanha de 2014. 

Matheus (goleiro) – Estudante.

Ederson (goleiro) – Estudante.

Maninho (lateral-direito) – Estudante.

Cássio (zagueiro) – Carregador de carga em supermercado.

Castro (zagueiro) –Segurança privado.

Thaumaturgo (lateral-esquerdo) – Estudante.

Pelim (volante) – Feirante.

Fabinho (volante) – Estivador.

Adriano (meia) – Pintor de parede.

Som (meia) – Agricultor.

Doutor (atacante) –Serrador de madeira.

Vianez (atacante) – Carregador de carga em supermercado.

Acrescente-se que o atacante Doutor e o meia Som moram fora de Cruzeiro do Sul. O primeiro, na Colônia Pentecostes, a 45 km de distância; o segundo, na Comunidade Olivença (município de Guajará, no Amazonas), distante uma hora de barco, navegando pelo rio Juruá.

Francisco Dandão

Compartilhe

    Comentários:

    1. ALCIENE disse:

      PARABÉNS A TODOS VCS,,,

    Deixe seu comentário

    Mensagem

    

    Site desenvolvido por Agência Live Design

    Fones: (68) 3322-7302 / 9998-9802
    Responsável: Cleonildo R. do Nascimento

    REDES SOCIAIS