Cruzeiro do Sul - Acre, quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Publicado em 13 de setembro de 2011

Vergonha! Escola melhor colocada do Acre no Enem aparece na posição 1.218º

A classificação do Acre no ranking do Enem 2010, divulgado pelo Ministério da Educação nesta segunda-feira, 13, revela que o Estado precisa, e muito , avançar no setor tanto privado quanto público

Do Acre, as cinco escolas  mais bem posicionadas são particulares.   Numa enorme lista de escolas de todo o país, a primeira instituição de ensino do Estado aparece na colocação 1.218º. Trata-se do Centro de Educação Latu Sensu II, que obteve  média 629,5.

Na região Norte, Rio Branco aparece 26ª colocação.  A 1º cidade do ranking nortista  é Manaus, com o Centro de Educação Latu Sensu, que obteve a  média 692, 24.

A escola 15 de Junho da Rede Estadual de Ensino, localizada no município de Senador Guiomard é a melhor posicionada entre as instituições públicas, mas ficou fora do ranking. O estabelecimento obteve a média 511,89. 0,68% acima da média nacional,  que este ano subiu para 511,21%, o que para o secretário estadual de Educação, Daniel Zen, já é um avanço. “É claro que nossa posição não é tão boa, mas se levarmos em consideração os últimos anos, estamos avançando.”, avalia.

Na opinião do professor de geografia, José Costa Araújo, pós-graduado em Planejamento e Meio Ambiente pela UFAC, o ensino no Estado tem se tornado um dos piores do Brasil em decorrência de um modelo trazido da França, que faz do aluno o principal objeto da escola e não o professor. “Essa relação, com perdas para o professor, que é o mestre em todas as instâncias, faz com que o aprendizado se torne banal. Não há governança do professor em sala de aula.”, reclama o geógrafo.

A professora-doutora em língua portuguesa pela UFRJ, Luiza Lessa,  pontua os problemas do sistema educacional do Estado. Segundo ela,  o ensino do Acre, principalmente, o da rede pública vive uma crise profunda.  “Nossa educação está desarticulada com a realidade social brasileira. É descompromissada com o conceito de vida regional e não educa. É uma balela o que dizem sobre qualidade da educação em nosso Estado.”, diz a educadora ao acrescentar que não é suficiente a construção de escolas.

“A Secretaria de Educação não faz nada para mudar essa realidade. Os alunos do Acre não têm consciência de cidadania, de valores morais.”, enfatiza.

Para o professor de biologia,  Jorge Luís Braun de Oliveira, a posição do Acre no ranking do ENEM  é um reflexo de que o aluno acreano perdeu o hábito da leitura. “Há vinte anos  se lia mais nas escolas. Até porque era obrigatório.”, afirma.

“Ler é importante para fazer uma prova do ENEM ,  que é interpretativa.”, acrescenta Braun.

Entre as cem melhores no ranking nacional, treze são públicas e oitenta e sete da rede privada.

A escola São Bento, da rede privada de ensino do Rio de Janeiro,  é a que obteve a nota mais alta do ranking: 761.7.Consultas da posição e notas das escolas no site http://www.inep.gov.br

Luciano Tavares, para Agência ContilNet

Compartilhe

    Comentários:

    1. justiceiro disse:

      Não e caso de adimiração se tem deputado que so sabe fazer o nome cara!

    2. Jurua disse:

      Todos os Estados da Federação é uma vergonha como eles tratam da educação no Brasil, independente de sigla partidária.

    3. xica disse:

      É… nosso estado precisa valorizar os professores para que haja mudança no campo educacional. Afinal, as mudanças acontecem no bolso dos políticos que mensalmente aumentam seus salários… Lembrando que o salário de um deputado paga 166 professores. QUE VERGONHA!!! Enquanto os professores ensinam, eles roubam!!!! Isso é apenas reflexo do pensamento político com relação a educação!!!!

    4. PROFESSOR disse:

      Isso mostra a atual preocupação do governo com a educação, onde está mais preocupado com a quantidade do que com a qualidade do ensino. Um exemplo é o PEEM PORONGA, onde o aluno nao pode ser reprovado, ele fica 03 meses em casa e mesmo assim tem que ser aprovado. Essa é aducação de primeir mundo, um indice muito elevado de aprovação, mas a qualidado do ensino é minima.

    5. calma disse:

      isso nao e novidade..a educacao no Acre so vai bem nos numeros q o prprio governo apresenta..quando a coisa e nacional…se ver o resultado

    6. laila caline disse:

      os governadores do acre não invertem bem na educação e depois inda querem cobrar boa classificação da parte dos conhecimentos dos alunos.

    7. Gedeão disse:

      Ganhar bem, não faz bom professor e, nem dá qualidade, pelo contrário, consciência, capacidade e amor próprio, são atos de responsabilidade. No cumprimento as leis, os alunos precisam de notas e não de saber. São os direitos humanos!!! É o estatuto da criança e do adolescente. O governo trabaha um futuro de banditismo e prostituição…

    8. No Saco disse:

      kkkkkkkkk, Sacanagem, sem palavras por tanto orgulho do ACRE.

    9. rodrigo disse:

      o acre perdeu ate pro piaui, que um estado tipicamente pobre, e sofrido.

    10. A sensata disse:

      Eu acredito que o governo deve dar uma chance a provisórios que estão a mais de 7 anos em sala de aula. Pense! Depois de trabalhar o ano todo fica 3 meses sem receber nada até começar tdo de novo. Enquanto os políticos tem motoristas, viagens,acessores, almoços, festas e outros adereços mais…E ainda recebem pra isso. Veja só que injustiça.O os problemas adquiridos com a profissão, ninguém pensa nisso?

    11. A sensata disse:

      Os professores precisam ser tratados com mais dignidade.

    Deixe seu comentário

    Mensagem

    

    Site desenvolvido por Agência Live Design

    Fones: (68) 3322-7302 / 9998-9802
    Responsável: Cleonildo R. do Nascimento

    REDES SOCIAIS