Cruzeiro do Sul - Acre, sexta-feira, 21 de setembro de 2018

Publicado em 7 de outubro de 2013

Seminário “Para Elas” do Ministério da Saúde e UFMG é promovido em Cruzeiro do Sul

O encontro acontece de 07 a 09 deste mês

seminario ministerio da saude 2De âmbito nacional, o Projeto Para elas, por elas, por eles, por nós é financiado pelo Ministério da Saúde e será executado por uma equipe da Universidade Federal de Minas Gerais(UFMG) e seus parceiros de vários setores, Estados, Municípios e sociedade em geral. O Seminário promovido através do projeto iniciou na manhã desta segunda-feira(07) e se estende até o dia 09 no Seminário Menor.

mirian alcântara“Através do seminário, profissionais são capacitados para garantir a assistência das mulheres em situação de violência. Ao chegarmos aos municípios ajudamos na consolidação desses profissionais e no conhecimento de um com outro para que possamos então operacionalizar essa rede em assistência à mulher” relatou a enfermeira mestranda da UFMG, Mirian Alcântra.

Cruzeiro do Sul faz parte dos 10 municípios contemplados pelo projeto que visa integrar uma rede de assistência à mulheres em situação de violência, capacitando profissionais e realizando a entrega de material científico, além de promover estratégias importantes para o cuidado à mulher da cidade, do campo e da floresta, que vivenciam esse tipo de situação.

caroline de oliveira representante ministerio da saude“Primeiramente fazemos um diagnóstico sobre os serviços da rede, vendo o que existe na área da saúde, da educação, da segurança pública, após isso nós construímos junto com os municípios a rede, e depois retornamos para saber como está funcionando”, explicou a representante do ministério da saúde, enfermeira Caroline de Oliveira.

A ideia do projeto é ampliar o alcance das políticas de saúde e atender às necessidades de expansão e sensibilização do Sistema Único de Saúde (SUS), em todo o país. O seminário Para elas: por elas, por eles, por nós é o primeiro passo do projeto no sentido de envolver os servidores públicos. O projeto atende as mulheres que já foram violentadas, para o vice-prefeito de Cruzeiro do Sul, Mazinho Sntiago, é importante ainda realizar uma política preventiva.

mazinho santiago“ Devemos trabalhar os homens, conscientiza-los de que a violência contra mulher não leva à nada. Eles devem ter consciência. Se trabalharmos só com as mulheres e não com os homens não vamos resolver. O ministério da saúde deve está trabalhando alguma política voltada para os homens”, destacou o vice-prefeito.

Tribuna do Juruá – Vanísia Nery

Compartilhe

    Deixe seu comentário

    Mensagem

    

    Site desenvolvido por Agência Live Design

    Fones: (68) 3322-7302 / 9998-9802
    Responsável: Cleonildo R. do Nascimento

    REDES SOCIAIS