Cruzeiro do Sul - Acre, sábado, 22 de setembro de 2018

Publicado em 14 de março de 2017

Saúde diz que ouve redução de 12% nos casos dengue em Cruzeiro do Sul

Entre as áreas que ainda preocupam estão o bairro do Cruzeirinho e Vila dos Militares do exército.

A Secretaria Municipal de Saúde de Cruzeiro do Sul, divulgou nesta terça-feira (14), os dados do Levantamento Rápido do Índice de Infestação de Aedes Aegypti (LIRAa), realizado durante o meses de janeiro a março em praticamente 100% da área urbana do município. Segundo o setor de responsável pelo combate e controle da dengue, o no município apresentou redução de 12% nos casos confirmados da doença.

Até o momento da divulgação, os bairros do Cruzeirinho, Remanso, Várzea e Cobal encabeçavam a lista com maior índice de casos notificados. Já a Vila dos Militares do 61º Batalhão de Infantaria e Selva (61BIS) aparece como o local de maior infestação pelo Aedes Aegypti, mosquito transmissor da dengue.

Os dados ainda revelam que a grande maioria de incidência do mosquito ainda está sendo dentro das residências, como por exemplo, dentro de caixas d’água e quintais.

“De uma amostragem de 20% realizada em toda cidade, apenas 2,93 % apresentou desenvolvimento do Aedes Aegypti. No ano passado esse índice era de 3,3%”, informou. Muana Araújo, coordenadora do setor de Entomologia da Secretaria Municipal de Saúde de Cruzeiro do Sul.

Os números foram enviados ao setor de Comando e controle da secretaria estadual de saúde (SESACRE) onde posteriormente repassados ao Ministério da Saúde. A secretaria municipal de saúde espera receber do governo federal mais R$ 40 mil para combater o avanço da doença.

Tribuna do Juruá

 

Compartilhe

    

    Site desenvolvido por Agência Live Design

    Fones: (68) 3322-7302 / 9998-9802
    Responsável: Cleonildo R. do Nascimento

    REDES SOCIAIS