Cruzeiro do Sul - Acre, quarta-feira, 19 de setembro de 2018

Publicado em 21 de julho de 2016

Prefeitura capacita agricultores e comerciantes do Centro de Comercialização da Produção Rural

produção ruralA Prefeitura de Cruzeiro do Sul, por meio da Secretaria de Agricultura, deu início nesta quarta-feira (20) ao curso de “Boas práticas para o setor de alimentos, da produção a mesa”. A capacitação é gratuita e será realizada em três etapas no auditório da Associação Comercial do Alto Juruá. O curso é destinado a comerciantes e agricultores que trabalham no Centro de Comercialização da Produção Rural de Cruzeiro do Sul e serve também para aprimorar o conhecimento técnico e prático do cotidiano.

Mais de 150 pessoas participaram da aula inauguração, ocorrida na manhã desta quarta-feira (20).

Central de comercialização mercado do agricultor internoMoises da Silva Rocha, agricultor da região do ramal da Mariana, além de produzir hortaliças vende toda a sua produção na feira, realizada todos os sábados, no Centro.

“Esse curso é uma maravilha, agente aprender a maneira correta de manter a qualidade das verduras por meio da higienização, métodos básicos para um bom plantio e colheita, além de informações importantes sobre vestimentas e identificação na hora das vendas,” comentou.

vitalinoA capacitação está sendo ministrada pela consultora do Sebrae, Vera Gurgel, que veio de Rio Branco. De acordo com a consultora, para se fechar uma boa cadeia produtiva de alimentos com qualidade e preciso ter “Boas práticas da produção, à mesa do consumidor.

“Todos os processos foram explicados, tanto na produção como também para comercialização dos alimentos, com foco principal na higiene, ” ressaltou

De acordo com Neto Vitalino, Secretário Municipal de Agricultura, a intenção é adotar um padrão para vendas de alimentos no Centro de comercialização. Segundo ele, o local deve passar por uma reformulação de estrutura, como por exemplo, troca de balcões, setorização de vendas de frutas, legumes, hortaliças e alimentos.

O uso de uniforme também será obrigatório para quem trabalha no local, o acessório será disponibilizado gratuitamente pela prefeitura.

Fiscais da prefeitura e da vigilância sanitária municipal devem trabalhar de forma permanente no espaço, com objetivo de garantir condições básicas de higiene.

“Estamos correndo contra o tempo para ver conseguimos implantar todas as medidas até o dia 27 deste mês, ” explicou.

Tribuna do Juruá

Compartilhe

    

    Site desenvolvido por Agência Live Design

    Fones: (68) 3322-7302 / 9998-9802
    Responsável: Cleonildo R. do Nascimento

    REDES SOCIAIS