Cruzeiro do Sul - Acre, quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

Publicado em 18 de outubro de 2011

Polícia investiga grupo armado que sequestrou e torturou homem em Cruzeiro do Sul

Delegado Elton Futigami (foto) já tem o nome de dois envolvidos que seriam os mandantes do crime.

De acordo com o delegado, o que aconteceu foi um seqüestro relâmpago seguido de tortura qualificada, praticado por um grupo de seis pessoas. O crime teria sido motivado a princípio, pelo suposto furto das peças de uma motocicleta.

Um homem identificado pela vítima por Ildomar Tavares, juntamente com a esposa Rogleice, teriam decidido por conta própria, desvendar o paradeiro dos objetos furtados, já que a polícia estaria demorando a investigar. Supondo a participação de José Ramilson Rocha, 31 anos, que trabalha como borracheiro, o casal teria contratado quatro homens fortemente armados para dar uma prensa no borracheiro.

De acordo com a vítima, o espancamento aconteceu próximo à sede social do Sinteac, na BR-307. Com uma arma apontada contra a cabeça, homens encapuzados exigiam que ele informasse onde estavam os objetos furtados.

“Me levaram para um barranco e lá apontaram armas e facas contra mim. Apanhei muito. E só depois de perceberem que eu não tinha feito nada é que resolveram parar. Ameaçaram a minha família, caso eu contasse alguma coisa á polícia”, relatou a vítima.

Com os olhos vendados, Ramilson foi deixado em um bairro periférico da cidade, ainda assim, conseguiu identificar o casal e outro envolvido que segundo ele se chama Francisco Rosas.

O advogado do casal apontado pela vítima como autor do crime, compareceu à delegacia nessa segunda-feira (17) e garantiu que apresentará nas próximas horas “Ildomar Tavares” e a esposa “Rogleice” para prestar depoimentos.

“Com base nas provas colhidas vamos descobrir quais são os outros envolvidos. Depois, todos serão indiciados pela prática de crime de tortura qualificada que prevê pena de 2 a 8 anos de reclusão, podendo ainda ter um acréscimo de um sexto a um terço na pena”, comenta o delegado.

www.tribunadojurua.com – Dayana Maia

Compartilhe

    Comentários:

    1. Ideni disse:

      Fazer justiça com as proprias mãos nunca valeu a pena se liga com a justiça………………………

    2. Realidade disse:

      A mulher está sozinha em casa e ouve uns barulhos. Liga pra polícia e pede pra virem dar uma olhada. O comandante diz que não vai não, que todas as viaturas estão ocupadas, etc. Então a mulher espera alguns minutos e liga novamente e mente dizendo que atirou e matou um ladrão que estava em seu quintal. Em 5 minutos chegam 5 viaturas da polícia, a imprensa e um grupo de defesa de direitos humanos. Quando não vê o bandido que a mulher disse que tinha matado o comandante diz: – Você não falou que tinha matado o bandido !?
      E a mulher responde:
      E você, não falou que todas as viaturas estavam ocupadas ?

    3. Verdade verdadeira disse:

      É claro que não se deve fazer justiça com as próprias mãos, mas a verdade é que se a gente pudesse torturar toda vez que a gente pegasse um ladrão, iria diminuir muito os roubos e furtos. Porque a verdade é que torturados somos nós que trabalhamos duro pra comprar alguma coisa e aí vem um fdp do nada, um vagabundo, drogado, desgraçado e leva o que te custou tanto suor e sangue. Isso sim é ser torturado. Ficar vivendo com medo de te levarem o que é seu, tendo que colocar tudo no cadeado, tudo empilhado dentro de casa, isso é viver torturado. Um ladrão também é um torturador. Se o cara torturado for inocente muito que bem. Mas se for o cara que tava roubando mesmo dá um desconto pro casal Dr. Delegado.

    4. meus irmao se for pra prender todos os torturadores e ladrao vamos comercar pelo o palaçio do planalto e depois na assembleia legislativa ai depois na sefaz e assim por diante

    5. jow disse:

      eu não vou dizer que o que esse casal fez é correto que não sou ipócrita, mais isso é o desespero da população, por falta de mais compromisso da polícia com o povo nós precisamos de mais vigor, de leis mais severas com esses bandidos, a nossa polícia local se preocupa mais em multar e/ou prender um trabalhador que não teve condições de pagar o documento do seu veículo, do que prender vagabundos que assaltam muitas vezes a luz do dia, as vezes até na avenida Mâncio Lima, que há muitos casos que todos nós sabemos.

    6. Cidadão disse:

      Se a policia for ter que atender a todo barulho que mulher e veado sente no periodo noturno pode começar a parir policia!

    7. Cidadão disse:

      Quem é responsável por toda essa morosidade somos nós a sociedade, se as leis são fracas assim é por causa dos inúteis que votamos para nos representar, então tenham certeza que a culpa não é das policias, mas exclusivamente nosso!!!! Quanto a forma de trabalho das policias locais formalizem suas denúncias no ministério público!

    8. Cidadão disse:

      São nossos representantes legitimos, retrato fiel da sociedade, ou seja, seu retrato fiel!

    9. poula disse:

      a policia de cruzeiro do sul demora muito, e quando a maioria da vez ele dezem, que não pode fazer nada. como se nos cidadãs não conhecemos nossos direito aindas reclama do salario para ficar sentado .

    10. eu disse:

      agora nao podemos mais nem trabalhar ate mesmo quando se estar trabalhando vai um bandido e assalta seu estrumento de trabalho foi o caso que aconteceu no ramal da onça segunda feira o rapaz estav roçando quandpo apareceu do nada tres bandidos bateram no rapaz e enforcaram, depois tomaram a roçadeira e ate agora nao se tem nem uma pista, a coisa ta feia mesmo.

    Deixe seu comentário

    Mensagem

    

    Site desenvolvido por Agência Live Design

    Fones: (68) 3322-7302 / 9998-9802
    Responsável: Cleonildo R. do Nascimento

    REDES SOCIAIS