Cruzeiro do Sul - Acre, domingo, 23 de setembro de 2018

Publicado em 29 de maio de 2011

Polícia Civil desmonta laboratórios de CDs e DVs piratas

Mandados de busca e apreensão foram cumpridos em três residências por suspeita de falsificação de dinheiro. Nas casas a polícia encontrou cerca de 10 mil itens piratas e equipamentos usados na produção. Três pessoas foram presas.

Os mandados foram cumpridos na manhã de sexta-feira (27) nos bairros Copacabana e Baixa em Cruzeiro do Sul. Nas três residências foram apreendidos computadores, equipados para a gravação de CDs piratas, impressoras, cerca de 10 mil CDs e DVDs aparentemente pirateados e outros equipamentos de informática.

De acordo com o delegado geral de Cruzeiro do Sul, Elton Futigami, havia indícios de que nessas residências poderiam está existindo falsificação de cédulas de dinheiro, por isso, foram solicitados da justiça os mandados de busca e apreensão.

Conforme o delegado, três pessoas foram presas pelo crime de violação de direitos autorais (pirataria), entre elas, Demétrio de Castro Lima, Francisco Renairisson de Souza e Maria Dalva de Castro Rosas que assumiu ser a dona dos equipamentos, mas a polícia procurava pelo marido dela.

Os computadores e impressoras apreendidos serão periciados para verificar se não há alguma informação sobre falsificação de dinheiro, informou o delegado.

www.tribunadojurua.com – Genival Moura

Compartilhe

    Comentários:

    1. Fco disse:

      Nao tem outra coisa pra esses pmzinho se ocuparem nao e? Enquamto eles se preocupam com esses coitados q nao estao fazendo mal a ninguem tem varios bandidos roubando e matandi por ai…. Vao fazer alguma coisa seus priguicosos….afff

    2. Augusto Junior disse:

      Não estou fazendo apologia à pirataria, mas em nossa cidade, além dos CDs e DVDs de músicas e filmes temos outros tipos de pirataria que nem a polícia nem os órgãos fiscalizadores e nem a justiça se preocupam e investigar. Estou falando da pirataria de software. Programas de computadores que são utilizados por comércio, polícia, MP e outros órgãos públicos, em sua maioria são piratas. Atualmente, as empresas que trabalham com esse tipo de serviços não estão na mira da justiça. Não acho vantagem nenhuma tirar o pirata do pequeno que vende e deixar o pirata do grande que instala. Vejam só: no ShopMania o Windows Home Basic – que é o Windows básico custa R$209,00. O Microsoft Office custa R$875,00 na Loja A Solução. E um editor gráfico – usei o Corel Draw – custa em torno de R$1.200,00 na Infornil. Mais um Anti Virus completo – Avast antivirus – R$69,00 na promoção! Somando tudo daria: R$2353,00. Que moleque teria um valor desse pra mandar alguém formatar sua máquina. Que empresário paga por isso hoje? Ninguém. Ele vai lá na empresa que instala o pirata, crackeia a senha e cobra somente R$80,00 reais com qualquer programa de seu interesse instalado. Onde estão os donos da razão para verificar uma situação dessas? Onde está a lei a ser cumprida pela justiça. Kd a polícia pra fiscalizar? Eu já vi foi computadores da justiça chegando em uma empresa dessas para serem formatados. Para evitar a pirataria, eu migrei para outro sistema operacional que não me cobra nenhum real. Não uso mais pirata há 5 anos.

    3. Kairo disse:

      A polícia é paga pra defender o dos artistas, mas e quanto a minha segurança? Vão prender bandidos! Não sou a favor da pirataria, mas do jeito que as coisas estão… Essas pessoas precisam sustentar suas famílias.

    Deixe seu comentário

    Mensagem

    

    Site desenvolvido por Agência Live Design

    Fones: (68) 3322-7302 / 9998-9802
    Responsável: Cleonildo R. do Nascimento

    REDES SOCIAIS