Cruzeiro do Sul - Acre, terça-feira, 20 de novembro de 2018

Publicado em 27 de abril de 2016

Pai e filho são capturados e amarrados por moradores na Variante

Francisco Gonçalves da Silva e filho 2A dupla seguia de bicicleta em direção ao município de Rodrigues Alves e, ao passar por uma casa onde não havia ninguém no momento, decidiu entrar e subtrair uma televisão, um relógio e uma mochila. Uma vizinha viu os dois carregando a televisão, chamou os outros moradores da comunidade que conseguiram capturar o desempregado Francisco Gonçalves da Silva, 36, e seu filho de 16 anos de idade. Os dois ficaram amarrados pelos pés e pelas mãos até a chegada da polícia.

Eram 9 horas da manhã, em plena luz do dia, quando Francisco e o filho aproveitaram a ausência da família para furtar na casa de Roberto Muller Tavares de Freitas. Ao deixarem subitamente a residência do funcionário público, os dois foram avistados por uma vizinha.

Francisco Gonçalves da Silva e filhoO motociclista Francisco da Silva, que passava pelo local, viu a mulher seguindo os dois sujeitos e decidiu ajudar na perseguição. Em seguida se reuniu uma grande quantidade de populares e todos passaram ajudar nas buscas.

No meio do caminho, se sentindo acuados, a dupla decidiu abandonar os objetos furtados e pular no rio. Os moradores continuaram a perseguição em barcos e antes que os fugitivos chegassem do outro lado e se embrearem no matagal, foram capturados.

“Quando eu ia passando à senhora já vinha atrás deles, ai eu corri atrás e foi quando eles soltaram a televisão na beira da estrada e correram para a beira do rio” – contou Francisco da Silva.

Francisco Gonçalves da Silva e filho 3Depois de capturados os dois foram amarrados com barbantes e ficaram jogados ao chão até a chegada da polícia. Alguns moradores chegaram a se exaltar revoltados por já terem sido vítimas da ação constante de bandidos na comunidade.

“Essa é a terceira vez que os ladrões roubam na minha casa. Não sei se nas vezes anteriores foram esses mesmos indivíduos, mas aqui acontecem muitos roubos. Os ladrões agem principalmente durante o dia” – disse Roberto Muller.

Os policiais militares que foram acionados para conduzir à dupla para a Delegacia Geral de Polícia, afirmaram que, pouco tempo antes do furto, o pai e o filho já tinham sido abordados e revistados.

“Já sabíamos o passado deles e decidimos que era bom fazer uma abordagem. Num primeiro momento eles informaram que estariam indo a Rodrigues Alves comprar uma canoa e nós liberamos porque não encontramos nada com eles” – disse o Sargento Salésio, da Polícia Militar.

Tribuna do Juruá – Mazinho Rogério

Compartilhe

    

    Site desenvolvido por Agência Live Design

    Fones: (68) 3322-7302 / 9998-9802
    Responsável: Cleonildo R. do Nascimento

    REDES SOCIAIS