Cruzeiro do Sul - Acre, sábado, 17 de novembro de 2018

Publicado em 29 de novembro de 2014

Exército prende 3 peruanos durante operação em área de fronteira no AC

peruanos presos fronteiraHomens do 61º Batalhão de Infantaria de Selva (61º Bis), prenderam nesta quinta-feira (27), três peruanos na Comunidade Foz do Breu, área de fronteira localizada no município de Rodrigues Alves (AC), última localidade antes da fronteira com o Peru, pelo Rio Juruá. Os homens foram presos suspeitos de porte ilegal de arma. A prisão faz parte das ações realizadas durante a Operação Curaretinga II.

De acordo com o comandante do 61º Bis, em Cruzeiro do Sul, tenente-coronel Maurício Magiole, os três peruanos foram flagrados em um bar com duas espingardas calibre 16, armamento considerado de grande poder de fogo. Segundo ele, os estrangeiros não reagiram no momento da apreensão, mas não apontaram o proprietário do armamento, por essa razão todos foram conduzidos para Cruzeiro do Sul (AC).

“Dois estavam armados e um não. Quando eles foram abordados ninguém assumiu a responsabilidade da arma. Os três estavam com identidade, eles poderiam estar no país, mas nunca armados e eles estavam com armas de grande poder de fogo”, esclarece o comandante.

Os militares se deslocaram até a comunidade de helicóptero e, após a prisão dos peruanos, retornaram  junto com os estrangeiros para Cruzeiro do Sul (AC). Segundo o comandante, o batalhão entrou em contato inicialmente com a Superintendência da Polícia Federal no Acre, mas foram informados que os peruanos deveriam ser entregues à Polícia Civil por se tratar de arma considerada de caça e não ser de calibre proibido, mas continuam respondendo pelo delito comum de porte ilegal.

Operação Curaretinga II

A Operação Curaretinga II começou na quinta-feira (20), com deslocamento das equipes até os locais de difícil acesso, e com as ações de revista e patrulhamento no sábado (22). A missão visa coibir ilícitos na área de fronteira, como tráfico de drogas e armas, contrabando, descaminho e desmatamento.

A operação é realizada em toda área de fronteira no Acre, Rondônia e parte Sul do Amazonas, que abrange toda área de responsabilidade da 17ª Brigada de Infantaria de Selva, sediada em Porto Velho. O 61º Bis está atuando em toda área de fronteira com equipes fluviais, mobilizações terrestres e um vetor aéreo contando com 200 homens envolvidos.

“Faz parte desse processo de fiscalização a revista em embarcações, veículos, pessoas, principalmente onde a presença do estado é menos vista devido à dificuldade em chegar. Estamos nos fazendo presentes nestes locais para que a população veja a presença da Segurança Pública e das Forças Armadas nestes locais”, relata o comandante.

As equipes militares estão realizando ações em toda área de fronteira que abrange os  municípios de Cruzeiro do Sul, Rodrigues Alves, Marechal Thaumaturgo.

“Sabemos que a área é muito extensa e vasta, não temos condições de estar presente em todos os locais ao mesmo tempo, mas o simples fato da nossa presença coíbe e inibe muito esse tipo de ilícito e proporciona o levantamento de informações para que depois nós possamos ir diretamente nos responsáveis que cometem os crimes transfronteiriços e fazer a prisão”, completa.

G1 Acre – Vanísia Nery

Compartilhe

    Comentários:

    1. alez disse:

      Só prendem uns pobres caçadores moradores da fronteira mesmo em vez de prender traficantes

    2. Eu disse:

      Foz do Rio Breu não fica no municipio de R. Alves, e sim em Marechal Thaumaturgo!

    3. EU E TU disse:

      fronteira do brasil com o peru fica procimo ao município de marechal Thaumaturgo estado do acre acho que esse reporte deve ser estrangeiro pra ñ saber onde fica o breu agora vou fala ceder que eles prende traficante mais uma pessoa que esta traz de colocar comida dentro de sua casas eles prende como se foce bandido

    4. é nos disse:

      gostei garoto(a),esse reporte so pode ser estrangeiro mesmo por não saber onde fica a foz do breu. Realmente so prederão caçadores por arma de fogo calibri 16 é uma arma perigosa sim, mas certamente era de caçadores

    Deixe seu comentário

    Mensagem

    

    Site desenvolvido por Agência Live Design

    Fones: (68) 3322-7302 / 9998-9802
    Responsável: Cleonildo R. do Nascimento

    REDES SOCIAIS