Cruzeiro do Sul - Acre, segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Publicado em 27 de setembro de 2013

Escola Braz de Aguiar é invadida por agressor e diretora clama por segurança

O local já foi invadido duas vezes apenas neste ano

escola braz de aguiar 2Na tarde de quinta-feira (26) a Escola Braz de Aguiar foi novamente invadida. Um menor de 16 anos adentrou o local, pulando o muro, e agrediu um estudante da instituição de ensino, também menor de 16 anos. A briga teria sido motivada pelo roubo de uma sandália. O acusado de invadir a escola teria furtado o calçado da vítima, e ao saber que estava sendo ameaçado foi tomar esclarecimentos com o aluno.

A diretora Rosimar Almeida clama pela contratação de seguranças. “São apenas os nossos próprios funcionários que realizam a segurança aqui, que ficam no portão, não tem como impedir de vândalos entrarem na instituição”, explicou a diretora.

Os muros baixos facilitam a entrada de outras pessoas no ambiente escolar, segunda a gestora, rotineiramente indivíduos que não fazem parte da escola insistem em adentrar a instituição, colocando dessa forma os estudantes em risco.

rosimar almeida diretora braz de aguiar“Durante a reforma um dos meus pedidos foi que aumentassem esse muro, mas penso que para manter a estrutura da escola eles não fizeram assim. A escola pede maior segurança, pois oferece risco tanto para os alunos como para os funcionários”, relatou a gestora.

Essa é a segunda invasão que acontece no lugar. No mês de agosto um estudante de 15 anos foi esfaqueado dentro da instituição. Outros dois menores pularam o muro e abordaram a vítima no pátio da escola, desferindo contra ele duas facadas.

A reportagem procurou o coordenador do Núcleo da Secretaria Estadual de Educação em Cruzeiro do Sul, Zequinha Lima, para saber se existe algum projeto de implantação de agentes de segurança na escola. O coordenador informou que atualmente a secretaria trabalha apenas com vigias noturnos, sendo abordada nas escolas apenas a prevenção à violência. E ainda enfatizou que os ambientes escolares devem ser abertos à população, formando dessa forma uma interação entre sociedade e publico escolar.

Tribuna do Juruá – Vanísia Nery

Compartilhe

    Comentários:

    1. F N S disse:

      tu nao cordena nei pow imagina coloca segurança

    Deixe seu comentário

    Mensagem

    

    Site desenvolvido por Agência Live Design

    Fones: (68) 3322-7302 / 9998-9802
    Responsável: Cleonildo R. do Nascimento

    REDES SOCIAIS