Cruzeiro do Sul - Acre, terça-feira, 18 de setembro de 2018

Publicado em 2 de fevereiro de 2015

Entrevista com diretor do Labsul

Labsul equipeRio-branquense de nascimento, doutor Luiz Augusto, depois de formado, escolheu Cruzeiro do Sul para fixar residência. Aqui implantou o LABSUL e depois o Centro Médico Juruá, o mais completo e moderno centro médico da região.

TJ: Como avalia os serviços oferecidos pelo LABSUL no Juruá?

LAB: Hoje nós somos referência, possuímos o controle da sociedade brasileira de medicina laboratorial, que é a maior instituição reguladora na América Latina e recentemente formos reconhecidos com a certificação ISO 9001 de qualidade que é a qualidade máxima em seguimento a nível mundial. A qualificação hoje dos exames passa por um corpo técnico treinado, altamente especializado e a qualidade dos produtos e dos equipamentos que nós utilizamos nos exames.

TJ: Como foi possível chegar a esse nível de qualidade?

LAB: O longo desses 15 anos nós temos investido não só na parte física, como vocês podem atestar, onde hoje o prédio do BASUL, responde as normas nacionais e internacionais de acessibilidade, conforto dos pacientes, quanto na questão de investimentos em material humano. Nossos funcionários são altamente treinados e qualificados. Existe educação continuada clínica dentro do laboratório. Os equipamentos são reconhecidos, são equipamentos de ponta para diagnóstico. Além da capacidade técnica desses equipamentos, temos a capacidade humana que está por trás dos nossos serviços. Temos um quadro clínico de bioquímicos e biomédicos totalmente especializados a parte de exames laboratoriais.

TJ: Foi difícil conseguir esse selo ISO 9001?

LAB: Nós já vínhamos ao longo desses 15 anos, buscando sempre serviços de qualidade diferenciada. O ISO 9000 normatiza e iguala as normas internacionais. Quando você é certificado com o selo ISO 9001 significa que você atende todas as normativas internacionais daquele setor. No nosso caso o setor de diagnóstico. Para você ser validado nessa certificação no Brasil, tem que passar pela chancela da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e pelo INMETRO. Então só aí é que você pode ser certificado. Foi difícil porque você tem que manter a conscientização do corpo técnico dos funcionários que precisam padronizar todas as funções e metas.

TJ: Como é para o senhor ser a única empresa no interior do Acre a possuir esse selo?

LAB: Fico feliz, tem orgulho e a sensação do dever cumprido. A gente coloca o nome de Cruzeiro do Sul num contesto internacional de qualificação. Você ostentar uma certificação isso 9000, mostra para o mundo que o seu serviço tem o reconhecimento internacional. O que você faz, está no mesmo padrão de hospitais como o Albert Einstein e Sírio libanês de São Paulo. Mesmo com condições e logísticas adversas a gente consegue fazer medicina laboratorial com a mesma qualidade dos grandes centros do país. Isso me deixa muito satisfeito e tenho orgulho de disponibilizar isso para a população do Vale do Juruá.

TJ: Qual a importância dos serviços de diagnóstico laboratorial para a sociedade.

LAB: O diagnóstico laboratorial embasa e confirma a conduta clínica. Ou seja, hoje os exames laboratoriais ajudam a medicina a comprovar ou descartar algumas situações de doenças. Então, sem os exames laboratoriais, você fica sempre numa hipótese. Acho que é talvez possa ser. Os exames servem não só para diagnosticar, como para manter o controle de algumas doenças. Pacientes que fazem o monitoramento de determinadas doenças, dependem dos exames para manter uma saúde regular. Então os exames laboratoriais são de vital importância para a medicina. A medicina moderna não existe sem os exames laboratoriais.

TJ: Esses exames precisam ser oferecidos por instituições que atendam alguns requisitos e estejam de acordo com os órgãos reguladores como a Vigilância Sanitária:

LAB: Sem dúvida, o papel principal da Vigilância Sanitária é garantir é qualificar as condições mínimas para o funcionamento de um estabelecimento. Quando você atesta que uma clínica, um laboratório não tem as mínimas condições para funcionar. Ou seja, quando você atesta que uma clínica, um hospital ou laboratório não tem as condições mínimas de qualidade de pessoal, de material, ou qualidade de estrutura física, automaticamente este alvará é negado. Quando a Vigilância Sanitária nega um alvará sanitário, ela está atestando que aquele estabelecimento cumpre as normas exigidas para garantir a saúde e integridade do paciente.

TJ: foi noticiado que alguns laboratórios de Cruzeiro do Sul tiveram o alvará negado pela Vigilância Sanitária?

LAB: a fiscalização foi no final de 2014 para a liberação do alvará sanitário estadual para o ano de 2015. Nós o LABSUL, fumos o único laboratório particular, habilitado a manter o alvará sanitário. Os outros laboratórios tiveram o alvará negado. Provavelmente porque não cumprem a legislação sanitária brasileira. Isso colocar em risco a vida dos pacientes porque não tem as condições técnicas mínimas para prestar esses serviços.

TJ: O senhor é natural de Rio Branco. Hoje disponibiliza aqui, qualidade que a capital do Estado não oferece. Por que essa opção pelo Vale do Juruá?

LAB: Sou acreano do pé rachado com muito orgulho. Inclusive tem uma bandeira do Acre no topo do nosso prédio. Foi uma opção de vida. Eu quando conheci Cruzeiro do Sul me apaixonei, vi a carência que existia em relação à parte de medicina laboratorial e resolvi investir um pouco da minha juventude, um pouco da minha capacidade profissional aqui. Sou muito feliz, tudo que a gente tem está aqui e percebo que a gente vem crescendo junto com a cidade. O que eu anseio hoje é continuar exercendo as análises clínicas com ética e respeito aos pacientes, porque os nossos irmãos aqui do interior não são diferentes dos irmãos da capital. Eles merecem o mesmo carinho, o mesmo respeito e a mesma qualidade dos do vivem na capital.

TJ: o LABSUL começou como laboratório de análise clínica, mas hoje possuiu um Centro Médico. Quais as especialidades que o Centro Médico Juruá oferece para a sociedade?

LAB: Temos a parte de genecologia e obstetrícia com a Doutora Rosemary Moura. A parte de cardiologia com o Doutor Márcio Messias. A parte de gastrenterologia com a Doutora Mildred Pimentel. Ortopedia com o Doutor Fábio Pimentel. A parte de psiquiatria com o Doutor Henrique Boechar. A parte de radiologia odontologia com a Doutora Amanda Sicone. A parte de pediatria com a Doutora Neidimá Câmara. A parte de fonoaudiologia com a Doutora Márcia e estamos implementando a parte de ultra sonografia a partir de março.

Tribuna do Juruá

Compartilhe

    

    Site desenvolvido por Agência Live Design

    Fones: (68) 3322-7302 / 9998-9802
    Responsável: Cleonildo R. do Nascimento

    REDES SOCIAIS