Cruzeiro do Sul - Acre, sábado, 17 de novembro de 2018

Publicado em 24 de novembro de 2011

Dia Nacional do Doador de Sangue é comemorado em Cruzeiro do Sul

Em comemoração ao Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue, comemorado no próximo dia 25, o Hemonúcleo de Cruzeiro do Sul, promove uma programação especial entre os dias 21 e 26 de novembro.

“Todos os anos nos confraternizamos com os doadores, afinal de contas sem eles, não teríamos possibilidade de auxiliar tantas pessoas necessitadas nos hospitais. Por isso, encontramos nessa data uma forma pequena de homenagear  este grandioso ato de solidariedade”, disse a diretora do Hemonúcleo, Suiane Negreiros.

O atendimento acontece das 8h às 12h e das 14h às 17h. A doação de sangue é um procedimento incentivado pela mídia e que certamente conta com a boa vontade das pessoas em que atendem a todos os requisitos para efetivá-los.

O Hemonúcleo atualmente fornece sangue para o Hospital do Juruá, Hospital da Criança e da Mulher (maternidade) e a Santa Casa de Misericórdia, que oferecem atendimento a todos os cinco municípios da região do Vale do Juruá, além das cidades amazonenses de Ipixuna e Guajará.

Para doar sangue, a pessoa precisa ter entre 16 e 65 anos, sendo que menores devem estar acompanhados dos pais ou responsáveis. De modo geral, o possível doador deve pesar mais de 50 quilos e ter boa saúde. Mulheres podem fazer doação três vezes por ano, e homens, quatro vezes no ano.

Tribuna do Juruá – Dayana Maia

Compartilhe

    Comentários:

    1. Cecél Garcia disse:

      25 de novembro dia esse em que se comemora o, natimorto, Dia do Doador de Sangue. Impressionante, á ausência anacrônica de solidariedade para com um dos atos mais relevantes e sublimes quando o ser humano é o centro da prioridade.
      Fazem-se campanhas, chamadas, apelos e a resposta é sempre incipiente diante de uma carência eterna existente nos bancos de coletas do liquido da vida.
      Quando vamos há uma, clínica, hospital ou banco de sangue para fazermos uma voluntária doação é fato costumeiro notar que a grande maioria que lá estão, é em razão de estar para doar para um amigo, pessoal, um ente familiar ou parente muito próximo.
      Pois, muitos têm o conhecimento e a consciência de que uma simples doação, que podemos fazer a cada dois meses, aproximadamente, possibilita-se o salvar de quatro vidas. Porém pouquíssimos o fazem.
      Para reflexão… Qual seria teu comportamento se ao invés de voluntário doador, fosse você um involuntário carente receptor e com risco de vida?

      Cecél Garcia

    Deixe seu comentário

    Mensagem

    

    Site desenvolvido por Agência Live Design

    Fones: (68) 3322-7302 / 9998-9802
    Responsável: Cleonildo R. do Nascimento

    REDES SOCIAIS